O Hospital St. Louis • Destaques

Roer as unhas pode indiciar perturbações obsessivo-compulsivas.

A Associação Americana de Psiquiatria concluiu que roer as unhas pode ser uma perturbação obsessivo-compulsiva. No entanto, há especialistas que defendem que roer as unhas é uma predisposição genética.

A Drª Inês Anacleto, psicóloga no Hospital de St. Louis fala sobre este tema e nas consequências deste ato.